Roma, cidade de maravilhas e estupor. Em nenhum outro lugar, se pode usufruir de uma tal concentração e variedade de beleza, de arte, de paisagens, de pintura, de arquitetura...

Leia mais

O Vaticano, centro da Cristandade

Duraçao: 3 e 4 horas.

Em 1418, o papa Martino V reestabelece em Roma a sede papal depois de 70 anos em que se localizava em Avignon na França. E Roma renasce. Testemunhos da atividade frenética dos artistas daquele tempo estão disseminados por toda a cidade; mas nada como uma visita à cidade do Vaticano, para compreender a importância do período.
Mais que o Obelisco Vaticano, quem domina a praça de S. Pedro, é a Basílica Vaticana cuja cúpula de Michelangelo é a maior atração. De Michelangelo é, também, um dos projetos de reedificação da igreja que toma o lugar da milenária Basílica que o imperador Constantino construiu sobre o túmulo de Sao Pedro. Reiniciada no Renascimento por ordem do papa Julio II. Passaram-se mais de 100 anos antes que a Basílica fosse reinaugurada e os maiores mestres da arte a deixaram repleta de obras de arte, dentre elas, a famosa la Pietà de Michelangelo.
O itinerário conta tambèm com a visita aos Museus Vaticanos onde a quantidade de obras conservadas requeririam dias de visitas, porém itinerários mais breves começam com a vista dos jardins vaticanos e da enorme cúpula Michelangiolesca. A Pinacoteca Vaticana, com obras de importantes pintores, como o tritico Stefaneschi de Giotto, os anjos musicantes de Melozzo da Forli, a Transfiguração de Rafael, o S. Jeronimo de Leonardo da Vinci, a tocante Deposição de Caravaggio e até mesmo a belíssima tela intitulada "A Sorte" (ver figura); na qual, o pintor Guido Reni a representa como uma esplêndida jovem, que viaja carregando um sino, simbolo do tempo. Um anjo, símbolo dos caprichos do destino brinca com a sua cabeleira voltada para a fronte, avisando que a sorte quando passa deve ser agarrada pelos cabelos para que a oportunidade não seja perdida.

Guido Reni : A sorte laocoonte (M. Vaticani) Capela sistina (Michelangelo B.)
Guido Reni : A sorte laocoonte (M. Vaticani) Capela sistina (Michelangelo B.)

O museu Pio-Clementino com as obras que formaram o primeiro núcleo da coleção Vaticana, como Laocoonte, o grupo escultório que conta a história do sacerdote do templo de Apolo que advertindo os troianos do ardiloso presente dos gregos, provocou a ira da deusa Atenas. O percurso prosegue em com às galerias dos Candelabros, das tapeçarias e dos mapas geográficos, as salas, decoradas por Rafael e culmina com a visita da Capela Sistina, obra fundamental da arte occidental fruto da genialidade do grande Michelangelo.